maio 26, 2009

cama de tatame


Qualquer arma pra enfrentar amores vãos
Qualquer meio de amar sem cortar o coração
Parar febre ou folia
Parar quaquer forma de separação

2 comentários:

Carlos L. R. disse...

que lindo o escrito.

sulinha___ disse...

tu que fez? muito fofo, adorei :)